A feliz depressão – Viva Leve – Felicidade Consciente

 

Frequentemente, essas pessoas não aceitam sua condição e não enfrentam os sintomas, porque têm medo de qual impressão irão passar para aqueles ao seu redor. Tendem a manter suas vidas adequada e aparentemente equilibradas e corretas, sem demonstrar fragilidade. Pelo contrário, demonstram força e solidez, no entanto, lidam sozinhas com suas próprias dificuldades. E, como as consequências de sua condição, podem apresentar ataques de pânico até pensamentos suicidas.

Uma parte da depressão sorridente que merece muita atenção é a tristeza. O sorriso é apenas uma tentativa de esconder todos os sentimentos negativos abrigados no interior. E esses indivíduos que sofrem da depressão sorridente são geralmente aqueles que tem a atitude de cometerem suicídio. São vindos dessas pessoas os atos que mais chocam, pois aqueles que convivem com o paciente jamais imaginam que essa possibilidade existe atrás do seu sorriso. Por isso, esse é o tipo mais perigoso de depressão.

Se você se identificou com os aspectos acima citados e percebeu que convive com a depressão sorridente, é importante, neste primeiro momento, aceitar que você tem o direito de passar por dificuldades e nem sempre saber como resolvê-las. Aceite, primeiramente, esse diagnóstico

para si.

Em seguida, busque a ajuda de um profissional. Um psicólogo certamente saberá orientá-lo a como conduzir esse quadro. E se abra com pessoas de sua confiança, que saberão como lhe ajudar e lhe acolher. Falar sobre seus sentimentos é imprescindível para lidar com pensamentos depressivos.

Se você conhece alguém com a depressão sorridente, mostre-se confiável, disponível e não lhe julgue. Apenas lhe ouça, lhe acolha e se possível, oriente a buscar ajuda de um profissional. E, sempre que possível, esteja por perto. Sua presença pode fazer o paciente sentir-se amado e evitar maiores tragédias.

Vem comigo e viva leve!

Creditos:

 

|